Ansiedade

Ansiedade faz parte da vida. Sem alguma ansiedade não conseguimos realizar nada. Quando falamos em ansiedade em Neuróticos Anônimos estamos nos referindo ao grau de ansiedade que interfere em nossa vida gerando sofrimento.

Nosso Programa é baseado em princípios de relacionamento conosco mesmo, com os outros e com um Poder Superior a nós mesmos. Independente de qualquer conotação religiosa, para nós Poder Superior é simplesmente algo que seja maior que o indivíduo. Não temos controle, por exemplo, sobre fenômenos atmosféricos, a força da gravidade, o bem que existe na vida, o mal que existe na sociedade, o pensamento ou as ações dos outros, etc.

Quando somos atingidos e estamos sofrendo  em maior ou menor grau, precisamos  aceitar o que não podemos modificar.  A idéia de aceitação em N/A não significa passividade, mas sim que podemos abandonar a luta inglória contra o que é definitivo e abrir a nossa mente para novos caminhos.

Na unidade com os outros membros do grupo, vamos conseguir a coragem de modificar nossa maneira de agir e passamos a pensar de forma diferente, a enxergar as questões sob um novo prisma, a abandonar certos padrões de comportamento que estiveram arraigados em nós por toda a vida.

Outro princípio sobre o qual trabalhamos é o “só por hoje”. Levados a olhar a vida, os compromissos, as dificuldades somente no dia de hoje, cortamos a vida em pedacinhos mastigáveis em 24 horas e nos concentramos no mais urgente, mais necessário, mais próximo, mantendo assim a mente livre de pensamentos tumultuados e desconexos. Vamos mais devagar e temos mais energia para fazer o que é necessário no momento. Vamos aprendendo a viver no presente, deixando o que já aconteceu no passado, onde nada mais pode ser mudado e deixando que o futuro aconteça também quando for presente, quando então poderemos agir e não ficarmos sofrendo por antecipação, quando nada ainda pode ser feito.

Com a frequência nas reuniões e estudo de nossa literatura que contém as vivências reais de nossos companheiros, aprendemos a olhar-nos de uma forma mais amorosa, aceitando nossas limitações e imperfeições como algo inerente à condição humana e não como sinal de inferioridade, abandonando a intensa busca pelo perfeccionismo, nos vendo como iguais aos outros, diminuindo a necessidade de provarmos a todo instante o que somos ou o que fazemos. Tornamo-nos mais calmos e consequentemente mais eficientes nas realizações do dia a dia. O contato com os companheiros do grupo nos leva a perceber o que também está em nós facilitando nosso autoconhecimento. Não estamos sozinhos. Somos todos companheiros na jornada da vida. E na troca de experiências nas reuniões de recuperação em nossos grupos encontramos o apoio que todos precisamos para adquirir sabedoria para lidarmos com os embates da vida e vivermos menos ansiosos e mais felizes.

Veja abaixo o teste da Doença mental e Emocional:

  1. Você tem medo de estar sozinho, sair de casa, dirigir um carro ou fazer uma viagem fora de sua cidade?
  2. Você se sente diferente ou “deslocado” quando está com outras pessoas?
  3. Você frequentemente negligencia seus afazeres, dorme muito, sente-se constantemente cansado ou sem energias?
  4. Você já tentou o suicídio ou pensou seriamente em cometê-lo?
  5. Você precisa de tranqüilizantes ou outras drogas (que alteram a mente) para atravessar o dia?
  6. Você assume mais responsabilidades do que pode? Tem uma atitude de tudo ou nada?
  7. Você vive tenso, incapaz de se relaxar e não consegue dormir?
  8. A tensão, a ansiedade e a preocupação afetam seu trabalho?
  9. Você sente que outras pessoas não o compreendem ou não compreendem os seus problemas?
  10. Você sente que as outras pessoas “estão lhe olhando” quando você trabalha ou quando está em público?
  11. Você acha que o seu relacionamento está em perigo?
  12. Você tem problemas sexuais?
  13. Você sente que a vida já não tem “sentido”?
  14. Você fica tão irado que chega a perder o controle?
  15. Você entra em PÂNICO quando está sob tensão?
  16. Você vive chorando?
  17. Você se sente “culpado”?
  18. Você sofre de depressão?

Se você respondeu que SIM a qualquer uma das perguntas acima, é provável que você precise de ajuda.

Se você respondeu SIM a 2  ou mais perguntas, então é quase certo que você precisa de ajuda.

Se você sofre de algum dos sintomas da doença mental e emocional procure a ajuda de Neuróticos Anônimos. Nosso programa de recuperação é gratuito e não está ligado a nenhuma instituição religiosa, política ou científica. Alerta os seus membros que não deixem de tomar medicamentos receitados e que procurem seus médicos para que obtenham acompanhamento qualificado.

Seus membros compartilham experiências, fortaleza e esperança para resolverem seus problemas emocionais comuns e dessa forma se reabilitarem da doença mental e emocional.

Caso tenha dúvidas sobre como conhecer nossa irmandade preencha o formulário abaixo e envie-nos uma mensagem:

Desenvolvido por: Neuróticos Anônimos
Todos os Direitos Reservados
Escritório de Serviços Gerais do Brasil - ENABRA
Fone: (11) 3228.2042 - FoneFax: 3228-5852