Depoimento 05

Há dois anos e meio fui levada por uma amiga, para um grupo de "psicoterapia gratuita". Lá eu descobri, era um grupo de Neuróticos Anônimos. Não fiquei muito chateada com o nome, só não aceitei a idéia de "eu" ser uma neurótica, mas fiquei para provar que não o era. Hoje, neurótica assumida em recuperação, posso dizer que à minha caminhada para conseguir a serenidade, começou naquele dia.

Consegui me desvencilhar do ressentimento que eu tinha (raiva congelada) o que não me deixava ver com clareza a origem de meus problemas. Descobri o Deus que eu sempre tive ao meu lado, para o qual eu sempre me fechava.
Clique aqui para ler mais...

Uma Oração para todos os momentos. Por Grover

Agradeço a Deus, como O entendo, por ter-me dado a capacidade de amar e por ter retirado de mim meu egoísmo desmedido.

Humildemente peço para que eu continue a receber força e inteligência para prosseguir na nova vida que me foi concedida, a cada dia, um dia de cada vez, e que não regrida jamais, voltando a ser aquela coisa horrível que eu era, se for essa a Sua vontade.

Sei que, quando estava doente, eu era incapaz de amar e estava cheio de egoísmo. Era essa a minha doença e a causa da minha doença.
Clique aqui para ler mais...

Descobri um programa de amor e aceitação

Fui um escravo dos meus condicionamentos, do fatalismo, das psicoses, aprisionado psicológica e sentimentalmente no casulo do meu egoísmo.

N/A deu-me coragem de encarar minha verdade interior e, por meio disso, tornar-me livre, superior aos meus próprios erros, aproveitando-os como experiência e motivação para as próximas 24 horas.

Prepotente e orgulhoso, relutava em aceitar-me como neurótico. A neurose conduzira-me para a falência moral, espiritual e transformara-me em lixo humano.
Clique aqui para ler mais...

Carta ao N/A

Aos queridos companheiros, antes de tudo um fraternal e grande abraço! Uma das coisas mais preciosas que vislumbrei dentro deste Programa de Recuperação, foi aproximar-me radicalmente, sem barreiras, sem culpas, medos, etc., deste Deus (Poder Superior) que N/A nos sugere como algo imprescindível à nossa recuperação.

Sinto-me livre e capaz para falar do 11° Passo nas reuniões, creio que sem preconceitos ou qualquer doutrinamento. Costumo dizer também que demorei bastante para praticar o 2° e 3° Passos. Minhas emoções, intelecto (ego) eram muito fortes para permitirem tal aproximação e conseqüentemente adquirir a confiança em alguém superior, mais capaz que eu.
Clique aqui para ler mais...
Desenvolvido por: Neuróticos Anônimos
Todos os Direitos Reservados
Escritório de Serviços Gerais do Brasil - ENABRA
Fone: (11) 3228.2042 - FoneFax: 3228-5852