Pior do que mentir para os outros é mentir para si mesmo

EXERCÍCIO DE ACEITAÇÃO

Ao entrar no ônibus às 9:00 horas da manhã, esperava que estivesse semivazio, como sempre acontece neste horário, mas não estava. De repente, lá estava eu e meus pensamentos reclamando baixinho pelo desconforto de fazer uma viagem de quarenta minutos em pé.

Chegou uma senhora jovem com uma criança pequena no colo.
Clique aqui para ler mais...

Orgulho – Auto suficiência

A dificuldade do neurótico em se relacionar com Deus é grande. Sua auto-suficiência entra em cena toda vez que tenta (ou nem sequer tenta), porque pensa que ele mesmo pode resolver todos os problemas.

Muitos dos que procuram N/A acham que seu relacionamento com Deus até que é bom. Entretanto, sua auto-suficiência está bem escondida, ou nega para ele mesmo e assim às vezes se torna tudo muito difícil.

Achamos que seria o bastante só pensar:
Clique aqui para ler mais...

Orgulho 3

Na minha cabeça, orgulho e egoísmo se confundem. São muito parecidos.

Pelo egoísmo, egocentrismo e orgulho, quero ser o "centro das atenções", quero estar num altar.

Tudo deve convergir para minha rica pessoa. A atenção das pessoas para comigo deve me fazer sobressair, os benefícios devem ser maiores para mim, quero ser destacado como o melhor, mais bonito, mais inteligente, só eu sei o que está certo, o que é verdade, devo ter o melhor lugar à mesa, devo dirigir as outras pessoas, meus filhos são os melhores, mais bonitos, mais inteligentes, merecem um ótimo casamento etc.
Clique aqui para ler mais...

Orgulho 2

Orgulho: elevado conceito que alguém faz de si próprio.

Quando conheci N/A, uma das primeiras coisas que consegui ver em mim era que estava me afogando num mar de ressentimentos. "Por que?", perguntava-me, "eu, uma pessoa tão boa, tinha de sofrer assim? Por que as pessoas tinham de me magoar tanto?'' Não atinava com o motivo.

Mas, com o passar do tempo, ouvindo os depoimentos e lendo a literatura, fui, muito vagarosamente, tomando ciência do meu orgulho, sutil e tirânico. Vi que era uma pessoa muito suscetível às criticas que me magoava ...
Clique aqui para ler mais...

O Egoísmo é um modo de vida falido

O egoísmo é um modo de vida falido. O egoísmo é uma preocupação excessiva comigo. O primeiro passo para a eliminação desse egoísmo é ter a mente aberta.

Através da ação do 4° Passo, eu vejo as minhas exigências impostas pelo meu egoísmo, porque os meus defeitos de caráter são exigências degenerativas impostas pelo meu egoísmo.

É através do 4° Passo que eu vejo quais são as minhas exigências impostas pelo meu egoísmo que faço às pessoas, à mim mesmo ...
Clique aqui para ler mais...

Minha vida devo ao N/A

O N/A é essa Irmandade divina e maravilhosa que nos recebe sempre de braços abertos, sem cobranças, sem preconceitos e sem discriminação. Aqui nós não podemos diagnosticar, nem psicoanalisar e nem tão pouco generalizar.

Encontrei em N/A, alento e conforto espiritual, bem como companheiros que me compreenderam e com seus depoimentos amenizaram a minha dor (sofrimento mental e emocional).

Sem essa ajuda espiritual, o caminho mais provável para mim teria sido o suicídio, a loucura ou a impregnação nos hospitais psiquiátricos.
Clique aqui para ler mais...

Egocentrismo

Preocupação excessiva consigo mesmo é egocentrismo e o egocentrismo é o mais alto grau de egoísmo. Muita gente não percebe que essa preocupação é egoísmo.

Este tipo de egoísmo é traiçoeiro, sutil e comumente difícil de ser reconhecido. O indivíduo doente freqüentemente nega que isso seja egoísmo. A pessoa doente está sempre inteiramente preocupada com o que está sentindo e com coisas semelhantes, no que lhe diz respeito. O mundo? Pode ir para o inferno.

Não está interessada em mais nada a não ser como se sente, no que deseja, no que consegue para si ...
Clique aqui para ler mais...

Porque temos a tendência de criticar os outros?

Se me perguntassem, alguns anos atrás, diria: “Não gosto de críticas. Faço-as simplesmente por haver razões para tal. Como não criticar, se está tudo errado?

Hoje, vejo que, na realidade, sinto um certo prazer em criticar. Dá prazer perceber as falhas e deficiências dos demais. Os sentimentos de rejeição, revolta, mágoa ou decepção provocam em mim a vontade de criticar.

O egoísmo e o orgulho são os principais fatores que determinam as reações emocionais em mim.
Clique aqui para ler mais...
Desenvolvido por: Neuróticos Anônimos
Todos os Direitos Reservados
Escritório de Serviços Gerais do Brasil - ENABRA
Fone: (11) 3228.2042 - FoneFax: 3228-5852